Cotto Vecchio: piso que extrai o máximo das vantagens da cerâmica

A arquitetura e o design de interiores vêm comprovando cada vez mais algo que a construção civil já sabia há séculos: a cerâmica é uma aliada poderosa dos projetos que requerem beleza, conforto, ergonomia, durabilidade e facilidade de manutenção. Além de oferecerem um custo extremamente vantajoso e resultados surpreendentes, tanto para áreas internas quanto externas.
Feitos em argila, os revestimentos e pisos cerâmicos tiram partido desse material natural, de textura terrosa, constituído essencialmente de argilominerais, como quartzo, mica, ilita, hematita, entre outros.


Graças a esses argilominerais, os elementos em cerâmica, na presença da água, desenvolvem propriedades muito interessantes, como grande plasticidade. Após o processo de queima, adquirem resistência e, graças a acabamentos extremamente diversificados, abrangem uma infinita gama de possibilidades estéticas.
Muito usados no Brasil desde os tempos coloniais, os pisos e revestimentos cerâmicos eram produzidos principalmente de forma artesanal. Nos anos 1940 e 1950, foram usados também por grandes artistas em painéis e obras de arte, incorporadas a célebres equipamentos públicos.
A abundância de matéria prima, as fontes alternativas de energia, o clima brasileiro e o desenvolvimento das tecnologias fabris, fizeram com que esse produto ganhasse produção em escala industrial, além de opções extremamente conectadas com as tendências em arquitetura e designer.
O resultado dessa evolução é que a cerâmica vem sendo cada vez mais a opção de quem projeta e de quem encomenda soluções que garantam beleza, durabilidade, conforto e manutenção descomplicada.

Cotto Vecchio: sutileza marcante

Acompanhando e participando de boa parte dessa trajetória da cerâmica brasileira, a Nina Martinelli incluiu no seu eclético mix de produtos, o piso cerâmico Cotto Vecchio.
Destaque no portifólio da empresa, o Cotto Vecchio passa por um processo de envelhecimento, agregando valor estético e conferindo um aspecto rústico, mas ao mesmo tempo elegante e despojado aos ambientes onde é aplicado.
Disponível em diversos tamanhos – de 5,2 x 5,2 até 30 x 45 cm – e com acabamentos inspirados na natureza, nas cores Rosso, Paglia, Nero, e Sfumato, o Cotto Vecchio permite, ainda, uma variedade de paginações, para dar aos espaços uma ambientação sutil e ao mesmo tempo, marcante.



Efeitos visuais

Assentado em peças inteiras ou fracionadas, o Cotto Vecchio permite diversas opções de paginação – desenhos e padrões a serem formados após seu assentamento.
Se o assentamento for planejado com critério, para escolha de uma opção adequada à proposta do ambiente e ao conceito criativo do projeto, o Cotto Vecchio se encaixará com perfeição, literalmente, a paginações clássicas, que em geral são feitas com peças de um mesmo tamanho, até as mais ousadas, que envolvem pisos de diferentes medidas. O que garante alto grau de personalização a cada projeto.

Paginações com o piso Cotto Vecchio

Vamos, primeiro, falar das mais utilizadas por arquitetos e designers:

Alinhada – Econômica e com poucos recortes, é feita com pisos de uma só medida, assentados de forma alinhada.
Horizontal – Também com uma só medida de peças, mas em formato retangular, assentadas horizontalmente, gerando efeito de amplitude ao espaço.
Diagonal – Feita com pisos quadrados, assentados em 45º em relação à parede. Requer mais recortes.
Espinha de Peixe – Muito usada quando se assenta pisos em madeira, também é ótima opção para peças cerâmicas, retangulares, dispostas em “zig-zag” de 45º em relação à parede. Também requer mais recortes, mas proporciona um efeito de impacto.
Escama de Peixe – Assentadas em ângulos de 90º em relação à parede, as peças retangulares são dispostas intercaladamente, na horizontal e na vertical. É outra paginação de efeito diferenciado, que funciona até mesmo como ponto focal no ambiente.
Dama – Com quatro peças alongadas e retangulares, forma-se um conjunto quadrado, assentado de forma intercalada.

Amarração 50% – Assentamento  com intercalação em 50% da largura do piso. Também chamada de paginação ‘tijolinho’.

Amarração 50% em 45º – Similar à paginação anterior, porém disposta em 45º em relação à parede

Composição de tons e formatos diferentes – utilizando tons em cores e formatos diferentes, é formado uma composição diferenciada. Aqui, a imaginação permite grande diversificação de desenhos.



Criatividade sem limites

Além dessas sugestões, o Cotto Vecchio permite que profissionais exercitem a criatividade, em inúmeras possibilidades combinando, por exemplio, duas, três, quatro ou até cinco medidas distintas de peças. Se o projeto requer ainda mais detalhes, personificação e até mesmo toques artísticos, o ambiente onde o Cotto Vecchio é usado pode receber também rosones e faixas decorativas. Os rosones são mandalas cerâmicas produzidas artesanalmente, com diâmetros entre 0,80 e 2 metros. Já as faixas decorativas são ótimas opções para demarcar linearmente perímetros de ambientes, com charme e elegância.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *